domingo, 3 de outubro de 2010

Chuva, finalmente

Já não era sem tempo... Quando estava na Suíça, a chuva era tão frequente que chegava a a ser incomodativa, inoportuna. Em Portugal porém, falamos de outro tipo de clima, e portanto os primeiros dias de Outubro, em cascata com as vindimas, prestam-se às primeiras chuvas da estação!!!

Foto roubadinha daqui
É tão bom estar em casa e ouvir a chuva que cai lá fora. Tão bom deitar-se na cama e deixar-se embalar pelo som daquela que tornará tudo mais verde, que fará germinar os cogumelos... Já tinha falado da chuva, mas nunca tinha falado bem dela porque grandes chuvadas em Agosto não fazem propriamente parte do imaginário dos portugueses, onde quer que eles estejam. Para nós, em Agosto deve estar calor, e está bem assim. Cada coisa a seu tempo. É outono? É! Então deixa chover...
Uma vez deitados, podemos pensar em tanta coisa. Naquela pessoa especial (,) na nossa vida, no que nos corre na alma, no que nos faz correr, no que nos exaspera... 
Tempo para pensar, para falar com alguém, para escutar alguém ou simplesmente para calar. E que melhor senão deixar falar o silencio e o mistério...   
Há coisas fantásticas não há?

1 comentário:

Ismael Sousa disse...

Cada coisa a seu tempo!
E sim é muito bom quando nos deitamos na cama a ouvir a chuva a cair, e que tantas vezes nos faz pensar no que somos, nas pessoas que amamos, e em tantas outras coisas.
Acho que realmente já esta na altura de "deixar falar o silencio e o mistério..."

Vídeos fantásticos

Loading...