sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Parece que foi ontem...

Realmente parece que foi ontem mas já lá vão oito anos desde a fatídica manhã (local) de terça-feira do agora longínquo 2001.
A cidade que nunca dorme, via àquela hora matutina, aumentar o fluxo nas suas artérias. Muitos iam começar a trabalhar, outros, saíam então depois de mais uma noite de trabalho.
No coração económico mundial, e bem no centro de Manhattan encontrava-se então um complexo fantástico que por ser tão importante no mundo, tinha réplicas um pouco por todo o lado, Portugal inclusivé: as "Twin towers". Mas quis o destino que estas passassem à história, com o acontecimento mais marcante do início do milénio. WTC 9/11 será para sempre recordado com pesar. Conspiração ou atentado, já correram rios de tinta a propósito e todos, assim fazem crer, incoclusivos. O que é facto é que morreram quase 3000 pessoas, o que que é certo também é que a crise que hoje vivemos começou a desenhar-se naquele ano: viagens canceladas, férias idem, recessão generalizada, crise bolsista, desvalorização do dólar, falência de grandes multinacionais, ...
Poderia falar-vos de uma caterva de coisas que se sucederam ao 11/09 e/ou foram consequência do mesmo.


Oito anos depois o que mudou? Se tirarmos a parte económica da equação, a impressão é aquela de encontrar um mundo assustadiço, ainda incrédulo perante o vivido e sentido.
Todos acenderam velas, todos temeram o pior, e muitos deles ainda o esperam.
Começo agora a pensar, porque é que escrevi este post? Todos os outros têm um objectivo, ainda que camuflado ou subreptício. E este ao invés, quero crer, nada tem a ver com os outros.
Será que escrevi o que sinto ou senti o que escrevi? Boa pergunta.
É que este post nada tem de fantástico. Fantástica memória talvez!
Pelo sim pelo não não colocarei tag's. Sugiram, se for o caso.
Mais para breve, assim o espero, fantástico ou com um propósito mais nítido =)

2 comentários:

malnobre disse...

O 9/11 será concerteza um marco da história mundial. É o primeiro sinal da decadência de um império: o dos EUA.
A crise de 2008 é outro marco histórico. Representa a criação de um novo equilíbrio de poderes em que os EUA vão ter de dialogar de igual para igual com países como a China, a Índia e o Brasil.
Para terem lugar nesta mesa, os europeus só têm uma solução: unir-se. Se a União Europeia não for para a frente, arriscamos-nos a ser meros figurantes nos centros decisórios internacionais.
Em suma, e apesar de não o parecer à primeira vista, o 9/11 é uma coisa fantástica. Não são só as coisas "boas" que são fantásticas. Na verdade, existem muitos acontecimentos "terríveis" que nem por isso deixam de ser fantásticos.
"Fantástico" é aquilo que nos impressiona de tal modo que quase chegamos a duvidar se é mesmo real.
Quem se atreve a dizer que não acha fantásticas as fotos dos cogumelos atómicos?
Concluindo, acho que o post é muito pertinente.
Ao assumires o risco de publicar este post demonstraste uma elevada sensibilidade sobre o que deve ser considerado "fantástico".
Parabéns pelo post!
E já agora: quem não considerar fantástica a imagem do post que atire a primeira pedra...

Cristóvão Cunha disse...

Lol! "Atire a primeira pedra" :D Sejam falheiros por favor =) Ainda que saiba que serão poucos a fazê-lo.
Obrigado pelo comment. Mais coisas fantásticas para breve. Um forte abraço.
P. S. E SIM, acho fantásticas as fotos dos cogumelos atómicos, nomeadamente as fotos dos ensaios atómicos feitos pela França em Mururoa, no Pacífico sul :p

Vídeos fantásticos

Loading...