terça-feira, 25 de agosto de 2009

Prometido é devido...

Como o prometido é devido eis-me aqui para vos dar conta da viagem. Antes de sair já sabia que prometia. O tempo e a chegada confirmaram o esperado. Fiz a viagem com um amigo da aldeia. Eu precisava de vir para cima, se possível com uma tolerânciazita acima dos 20kg. Ele também tinha que vir trabalhar impreterivelmente até ao dia de ontem, pelo que, juntou-se a fome à vontade de comer. Dividimos tudo, nomeadamente as despesas, as horas ao volante, a música que foi passando, invariavelmente portuguesa, os momentos de loucura. Saímos no sábado por volta das cinco. Ainda tempo para saborear o único café de jeito em meses: Vilar-formoso. Umas horas depois o jantar merecido em Tordesilhas, passagem que assinalo com esta foto :) Caiu a noite enquanto comíamos, e entrámos nela com sexta a fundo. Era perto da meia-noite e banqueteámo-nos com uma mata-bicho à portuguesa preparado pela mamã, numa mais que movimentada estação de serviço no país basco, a última por sinal, em Espanha, que justifica de todo o movimento a raiar o exagerado. Muitas conversas, algumas de surdos, piadas, pitadas de loucura, até que, na França profunda, decidimos fazer o que havíamos feito até então. Em Espanha é normal que nos percebam. Em França não. Ai não? Querem ver? Deu-me um prazer tão grande o que se segue!!! Toda a gente sabe que acho horripilante ouvir portugueses-trogloditas, em portugal e a falar françês: falam mal o Português, quanto mais uma língua estrangeira. Mal educados, sem o mínimo de sensibilidade, a comer como javalis e a pensar que ainda é chique, qual início do século XX, falar françês. Eis a revolta dos pasteis de nata: Loucura, condutor, actor principal e secundário, realizador e etc: Cá o "je". Relizador também, operador de telemóvel, dono do carro e de algumas frases: Xavier, ou como repetimos durante 600km "Javi" (deve ler-se ghaaabi - com o "gh" bem guturalizado tipo magrebinos).
video
Depois da palhaçada, um grito libertador de quem se sente vingado =)
É ou não é hilariante? Tantas outras histórias haveria para contar, nas largas centenas de quilómetros que fizémos, nas centenas de bestas quadradas que encontrámos... Mas isso, isso é outra história. (Olha agora o francesismo:) Quissá em breve :p Há coisas fantásticas não há?

2 comentários:

Bárbara disse...

Que palhaçada é essa aí do blog ahhhh??? OS franceses têm todo o direito de falar francês, os tugas armadinhos em franceses é que não!

Se fosse uma tuga na portagem francesa teria perguntado o que estavas a dizer quando disseste "boa noite" ou "bom trabalho"! Não sendo assim, foi sempre a aviar =)

Tb és mau quando queres... mas até teve a sua piada!

António Botelho disse...

Mas que é isto? Eh eh. Impecábél!!!!
Só deviam ter repetido a cena...

Vídeos fantásticos

Loading...