segunda-feira, 8 de junho de 2009

Habst du deine wäsche gewaschen?*lol!


Lavaste (tu) a (tua) roupa?lol!
Hoje foi dia de fazer de lavandeira. Longe vão os tempos da "Aldeia da roupa branca", mas ainda que os tempos já tenham ido, continuamos com o mesmo espírito. E, à falta da mamã para lavar a roupa, bem tive que dar o corpo ao manifesto. Assim, adentrei-me (de novo) no mundo caseiro para lavar a minha roupa. Coloquei em duas máquinas. Uma primeira de roupa branca (qual Beatriz Costa) com meias, t-shirts e roupa do género, e uma segunda com roupa escura, calças de ganga... Está a secar neste momento.
Assim se vive por terras da confederação helvética... Continuo portanto a cruzada que espero levar a bom termo. Vislumbro, ao longe (um mês e quatro dias) umas férias merecidas. Oh Portugal, que saudades de ti. Quente, frio, mas ainda assim, aquele pequeno jardim, à beira-mar plantado, que me faz pensar Luso em terra estrangeira. Para ti vão meus pensamentos sempre que a minha mente se abstrai daquilo que a deve preencher. É assim a vida. Feita disto e de pouco mais. Até já...
Para quem não percebeu o último parágrafo, não tem mal. Acho que nem eu percebi. Enfim, para o que me dá...
Há coisas fantásticas não há?
P. S. Não é que a foto ilustre a máquina que usei, mas ainda assim, foi a imagem que me pareceu mais simpática. Mais post's para breve...

5 comentários:

Bárbara disse...

Quase cai para trás quando vi a imagem.... Não porque não ache a maquino-sanita-pra-frentex-um-espectáculo! Mas por ter à minha frente um desenho da mesma geringonça feito por uma das mui queridissimas formandas :D

Quanto à roupa! Faz-te muito bem lavá-la... Pensavas que era só vestir? LOL

Em relação à máquina de secar... só um avisosito... nem todas as peças lá podem ir! E mais não digo. Podes perguntar à Heidi para te contar um dos encontros imediatos que teve com a dita cuja...

Cristóvão Cunha disse...

Lol! Eu sei que algumas cenas nao podem ir. Tive o cuidado de analisae escrutinosamente todas as etiquetas. Quando nao as podia levar na maquina ouvia-se um expressivo M E R D A... MAs para dentro, nao para fora!lol! Nao ha acentos porque estou no pc da biblioteca. Vou para o curso agora. Chove por aqui :)
Beijos

Heidi disse...

ahahah

pelos lados de Braga ouvia-se um expressivo M E R D A (para fora e não para dentro ehehe)...quando eu tirava roupa da máquina de secar...

era um expressivo MERDA por cada peça falecida...

Dicas pra ti: (sorte a ser Verão)...cachecol: não!, camisolas: não!, roupa interior delicada: não!, ... enfim,...
e a pouca que punha lá, aparentemente resistente, precisava de quatro horas de ferro para voltar a parecer roupa...por isso:

"se amas a sua roupa nunca a metas numa máquina de secar!!!"

(camarada bárbara, não fazia ideia que sabias do meu caso um-dia-destes-juro-que-mando-extreminar-todas-as-máquinas-de-secar-do-planeta:)

Bárbara disse...

Camarada Heidi... Eu sempre soube que tinhas uma relação muito sui generis com a dita-cuja-geringonça =)

Manito? Toma nota dos conselhos da camarada, são preciosos...

Cristóvão Cunha disse...

Carissima Heidi, obrigado pelos conselhos. Realmente ha por aqui uma maquina de secar, mas nao tive tentacoes. Caiscois nao trouxe, camisolas, poucas, roupa interior ainda tenho, delicada, nao obrigado =) Enfim é que ainda vai aparecendo!lol! Obrigado pelas dicas. Irei fazer como dizes :)
O meu primeiro e expressivo M-E-R-D-A, por estas paragens e a proposito de roupa sera devidamente assinalado no blog. Espero que dentro de bastante tempo =)
Quando nao conseguir ler as etiquetas por estarem gastas, mandar-te-ei um scanning das pecas de roupa para me poderes aconselhar! Assim saberei alem de que nao devo colocar na maquina a dita cuja, a que temperatura ée que devo faze-lo. Sim porque se uma t-shirt, por exemplo fica mais apertada, sempre posso emagrecer. Quando fica mais curta é que nao ha santo que lhe valha :)
Beijos para as duas =)

P.S. Desculpem a falta de acentos. Teria sido pior se tivesse sido ha meia horita atras =)

BYE

Vídeos fantásticos

Loading...