segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Para o que me dá

Sem querer, ao improviso, saiu-me uma estrofe de uma coisa à Miguel Torga, com o forte sentido telúrico e essas coisas de alguns poetas :)

Cá vai:



Ó gente da minha terra,

Soubésseis vós os afanos das cidades

e mais mil e uma razões teríeis

para daqui não saírdes.



Estar a viver na aldeia tem destas coisas. Há coisas fantásticas, não há?

(A foto foi tirada do terraço, à porta do quarto portanto (",) )

2 comentários:

Bárbara Cunha disse...

Andas com uma veia poética :) pena que não chegues à sola dos pés do Torga... Mas está bem concordo contigo... A veia telúrica fica-te bem! Viva a st terrinha :D

AGRY disse...

O que posso eu dizer, nesta altura do campeonato?
desejar-lhe as boas-vindas e aguardar boas postagens? Venham elas

Vídeos fantásticos

Loading...